domingo, 31 de julho de 2011

Coração × Certeza × Dúvidas


 Eu ficava horas e horas pensando nos motivos do qual ela tanto se orgulhava solitariamente em sua vida monótona. O erro está em tentarmos entender todas as coisas - dizia ele para todas as pessoas quando lhe perguntavam sobre a parte sentimentalista de nós. Dele eu nunca duvidei ou questionei. Meu coração.

sexta-feira, 29 de julho de 2011

Injustiça × E × Justiça


Pensar em palavras para te pedir desculpas seria apenas uma desculpa. Sou apenas aquele garoto que você  desejou que não fosse; alguém melhor que você. Para as coisas boas você se diz responsável, para os problemas és a primeira a apontar a culpa nos outros. Talvez você não esteja preparada a acreditar que existe pessoas assim, como eu, que tentaria te ajudar mesmo se você me impedisse, mesmo se me difamasse. Mesmo sendo a culpada eu não te culpo; mesmo sendo uma "criança" eu não te ofendo. Acostumar-me com a ideia de que tudo que aconteceu foi uma injustiça não foi fácil, não quando se tratava de você! A garota no qual eu mais amava. Aliás, esse foi o meu erro: te amar. Quanto a injustiça? Não á vejo mais como injustiça.

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Esquecer × É × Bom

 
A "força de vontade" foi o que me segurou esse tempo todo e não me deixou desistir de você por um segundo se quer. Essa vontade e teimosia imensa de acreditar que você seria a unica pessoa que poderia me fazer feliz me fez criar um "eu" totalmente descontrolável e irreconhecível capaz de fazer atos irracionais e frios por um egoísmo inútil de querer a minha felicidade com você a qualquer custo. Criou em mim uma irresponsabilidade incoerente capaz de culpar as coisas mais futeis para livrar a culpa de um ser inocente; eu. Dizer que eu estava feliz com a situação seria uma grande mentira, aliás, de mentiras você entende como ninguém. Mas diante de tanta hipocrisia que você conseguiu promover, foi dito uma verdade, que vindo de você, até me assustou: "Essa força de vontade que fez você me querer e a mesma força de vontade que está fazendo você me esquecer". 

domingo, 24 de julho de 2011

Sinceras × Sinceras × Desculpas



Peço desculpas por todas as vezes que você ficou esperando eu ligar e eu não liguei.
Peço desculpas por todos os olhares que eu te neguei.
Peço desculpas por todas as suas lágrimas, que eu não enxuguei.
Peço desculpas por todos os 'eu te amo' que eu não te dei.

sexta-feira, 15 de julho de 2011

Beber × Muda × Coisas


Meu amigo passou a tarde toda daquele domingo tentando me convencer do quanto ela era bonita e me amava. Nunca tinha achado ela bonita e naquela tarde não foi diferente, ele não me convenceu. Mas de noite as garrafas me convenceram.                                                                                                                                  

sábado, 2 de julho de 2011

Menino × Bar × Menina


A minha vizinha, sempre admirei a beleza dela, pena ela ser maior de idade e eu menor. Com certeza ela não iria gostar disso mesmo que minha fisionomia tentasse provar ao contrário. Ela nem fazia ideia da minha idade até o dia em que saindo de casa ela toma coragem e pergunta.
- Oi vizinho, qual é o seu nome?
- Guilherme. - respondi educadamente.
Percebi que ela tinha percebido minha voz de adolescente e com ar de curiosidade ela fez outra pergunta:
- Qual a sua idade?
- 16. - No momento em que respondi eu percebi uma expressão diferente no rosto dela, algo como reprovação.
- És apenas um menino - respondeu ela com uma cara esnobe. Nem dei atenção.
No mesmo dia decidi ir com os amigos no Greenwood; melhor bar da cidade; música boa, gente interessante, bebidas de ótima qualidade e principalmente mulheres bonitas e interessantes. Ao chegar no local eu não pude deixar passar despercebido que a minha vizinha estava lá e que ela passara a noite toda me fitando. Logo ela toda "certinha". Achei que ela nem iria olhar para mim por eu ser menor de idade, mas por algum motivo ela não conseguia evitar e então, decidi chegar nela para conversarmos.
Conversamos durante 1 hora e eu já sabia a vida dela toda e o quanto ela era infantil, tanto em conversas quanto em atitudes. Sua idade? 24 anos. Fingi nem ter ouvido a idade e inventei uma desculpa para eu voltar  junto aos meus amigos. Ao me aproximar deles um me lança a seguinte pergunta.
- Ual! Que gata! Quem era ela em?
- E apenas uma "menina" - respondi pausadamente.

sexta-feira, 1 de julho de 2011

Mundo × Realidade × Próximo


Em cada passo, em cada suspiro, em cada pulso eu encontrava a paz. Uma paz incontestável que reinava diariamente dentro de mim e que muitas vezes dentro do 'seu' ponto de vista me fazia parecer frio. Eu não sou frio, sou calmo. Sempre me justifiquei para você. Lembro-me que você sempre me dizia que eu vivia em um mundo tão obsoleto e fantasiado que as vezes parecia que eu vivia em mundo paralelo inexistente. Confesso que as vezes sim. Eu costumava passar horas perfeicionando o meu mundo e tentando perfeccionar você. Você achava tudo uma bobagem, perca de tempo, dizia que meu mundo estava mundo distante do mundo real. Isso foi o que realmente me machucou, não os insultos, mas sim o fato de você dizer que meu mundo estava longe do mundo real. Talvez agora você entenda, meu mundo está próximo demais da realidade, a unica coisa que está distante é você.