quinta-feira, 21 de abril de 2011

Sopa × Ácido × Você


Pela ultima vez eu tive que olhar cuidadosamente aquela caldeira para certificar-me de que não estava faltando nenhum ingrediente naquela sopa venenosa, na qual era repleta de más energias, ingredientes como raiva, ódio, vingança, falsidade, etc. Queria ter a certeza de que essa sopa fosse afetar diretamente o meu objetivo principal. Meu coração. Então eu peguei aquele ácido maléfico, coloquei em um recipiente no qual eu tirei sua concentração mais assombrada com uma seringa e injetei diretamente em meu coração. O efeito foi instantâneo mas não durou por muito tempo pois eu esqueci de um detalhe... um detalhe positivo. Você estava lá no meu coração para me proteger e impedir que eu fizesse alguma besteira. ♥

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Estrada × Mansões × Pessimismo


Conheço todas as ruas do lado norte da cidade. Estradas bonitas, calmas, paisagem invejável, pessoas elegantes, carros luxuosos e mansões admiráveis. Uma vida tanto quanto perfeita, que é demonstrada através daquela majestosa estrada que se alastrava pela cantos daquela exótica cidade. Mas eu me pergunto: por que eu deveria andar por lá? Que vida chata seria ter tudo que você quer sem nem ao menos batalhar por isso. A calmaria daquela estrada mostra a monotonia da região, das pessoas, de tudo que lá permanece, a felicidade parece estar presente lá, mas não passa de um engano, tudo é fácil naquele lado da cidade. Prefiro fazer as coisas do modo difícil, conquistar batalhando e andando pela Wallstreet 57 com medo, esperando que alguma coisa não mude minha vida. E para essas horas o bom senhor sempre me avisou que o pessimismo é a melhor forma para encarar a vida. Amo o pessimismo, não o meu, mas sim o seu. O pessimismo me comove principalmente das pessoas aqui do meu lado da cidade, que vive sem esperanças, e quando aparece a mínima oportunidade de mudar a vida eles dão valor a isso naturalmente como uma proposta qualquer, e não como a "proposta da vida" por que eles simplesmente não criam uma expectativa e isso acaba não criando a frustração se não der certo e consequentemente não cria tristeza. Eu sempre achei lá nas ruas do norte da cidade eu iria encontrar a felicidade, acabei me decepcionando, essa foi a primeira, unica e ultima vez que fui otimista.

"São dessa natureza os esforços e os desejos humanos que nos fazem vibrar diante de sua realização como se fossem o fim último da nossa vontade; mas, depois de satisfeitos, mudam de fisionomia, esquecidos ou relegados, colocados de lado como ilusões desfeitas" Arthur Schopenhauer

quarta-feira, 6 de abril de 2011

Música × Letra × Sentido


Você está triste, mas sorri
Não está em seus olhos
Seus globos oculares não mudam,
São os músculos ao redor dos seus olhos...

Noite após noite
Você desliga as luzes
Você não consegue dormir da maneira certa
"Será que...nós terminamos?"

The Strokes - Ize The World

Saber × Sei × Erro


"Isso acontece com todo mundo. Não sei por que tanta preocupação com o futuro." As palavras daquele velho senhor ainda ficam suando como "problemas" na minha cabeça.  Talvez porque ultimamente esqueci de muitas coisas nesse mundo pois fiquei apenas querendo encontrar o objetivo da minha busca pelo infinito para alimentar o meu ego e ser feliz. Voei alto demais para voltar e a unica opção que tive foi de me jogar aqui de cima para cair diretamente na dura realidade da vida marcada por falsas felicidades criada a partir de uma garota idealizada por mim e julgada por mim mesmo como a pior garota do mundo e não acreditando nisso acabei esperando que o tempo resolvesse e provasse que eu estava errado. Nada pior do que tentar esconder a realidade diante dos seus olhos e esquecer de viver a vida intensamente e de buscar o equilíbrio. Esse equilíbrio que ainda não encontrei e tenho certeza que não irei encontrar, pois ele sempre esteve comigo e o meu erro foi de nunca ter percebido que ele estava lá. Eu sei por que as palavras dele não saí da minha mente... mas só eu sei.