sexta-feira, 18 de março de 2011

Valor × Indireta × Direta


Sua maquiagem estava mais do que borrada e seu coração estava partido em milhares de pedaços que estavam escondido pelo chão daquele vasto salão. Os seus olhos azuis celestes eram a fábrica das lágrimas mais cristalinas que eu já tinha visto e que chamou muito a minha atenção naquela festa de fim de ano. Aliás, chamou a atenção de todo mundo que ali estava e que olhavam aquela pequena garota delicada jogada pelos cantos do salão chorando sem a menor compaixão por ela. Não foi difícil de perceber o motivo de tanta tristeza dela, pois ela não disfarçava os seus olhares para o rapaz que ela amava e que estava se agarrando aos beijos com outra garota e que por sinal, era tão bonita quanto ela. Fiquei por um bom tempo olhando ela lá, sentada sem parar de chorar até que ela então vira em minha direção, fica me observando por alguns segundos e então dá um sorriso tímido e me chama para ir até lá,  Eu amava ela, mas alguns dias antes eu tinha decidido de desistir dela pois ela sempre me ignorava e naquela noite eu decidi não ir até lá, talvez tenha sido um ato egoísta, mas eu tinha prometido a mim mesmo que não a trataria mais com prioridade, pois ela sempre me tratou como opção, e ali não estava sendo diferente. Então apenas dei um sorriso cínico de resposta a ela, terminei de tomar o meu Blue Label e voltei para a festa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário